Publicações

Pense em passos, não em projetos

Pense em passos, não em projetos

16-03-18

Uma forma eficaz de se executar os projetos desejados para a empresa é justamente não pensar neles como projetos, mas dividir em passos.

Quando olhamos para projetos, normalmente assustamos com a dimensão que ele possa ter, os desdobramentos, as dificuldades e passamos a, literalmente, nos ‘pré-ocupar’ com coisas que não estão no momento de serem executadas, e isso frequentemente faz com que projetos se transformem em desejos, sonhos, mas nunca em realizações.

Uma maneira importante de lidar com isso é pensar em passos, não no projeto como um todo. Estando o objetivo do projeto claro, mensurável e definido, este deve ser dividido em passos, etapas e deve ser analisado apenas a partir dessas etapas para a execução (então isso deve ser feito de maneira bem certeira).

Os passos devem ser claros, qualquer pessoa da equipe deve entender sem maiores explicações o que deve ser feito. Outro item importante é que cada passo deve ser fácil de dar. Por exemplo, se você quer realizar o projeto de Marketing de sua empresa através do envio de informativos para seu público alvo, você deve dividir esse projeto em orçamentos (correio, gráfica), definição de diagramação, definição de quantos conteúdos, levantamento do conteúdo 1, levantamento do conteúdo 2, definição das empresas ou pessoas que receberão, levantamento do endereço, criação das etiquetas para postagem, envio do material para impressão, recolhimento do material impresso e postagem. Quando você olha para isso como um todo, parece algo muito mais difícil ou complexo do que realmente é. Aí chegamos no próximo item da definição dos passos: quem vai fazer e qual o prazo para cada coisa.

Se você não tem prazos, seu projeto sempre será um desejo. Quando você coloca que o levantamento do conteúdo 1 precisa ser feito até a data tal pelo fulano de tal, você tem um passo sendo executado. Não é raro participar de uma reunião de planejamento de empresa onde alguém apresenta uma ideia importante e as razões da execução da mesma, as pessoas saem animadas e com o sentimento de que algo está sendo feito, mas os meses passam e aquilo não sai do papel.

Passos devem ser claros, óbvios, fáceis de dar, e ter clareza na definição de quem e quando, para que na soma, se torne um projeto realizável. Não pense em projetos, pense em passos no planejamento de sua empresa.

D & Machado Advogados Associados