Percebemos que à medida que a competição no mercado se intensifica como a que estamos vivendo neste momento, as empresas descobrem que precisam compartilhar economias e competências em áreas como pesquisa e desenvolvimento, qualidade e logística.

Podemos afirmar que a logística é uma das competências mais importantes já que, representa o segundo maior custo depois do custo do produto. E por isso, precisamos compreender seu escopo e sua importância no negócio.

A logística deve ser vista como um processo amplo que integra os fluxos de materiais, financeiros e de informações, desde a fase de projeto e planejamento de um produto, desenvolvimento de fornecedores, recebimento de matérias-primas e componentes, produção, armazenagem, distribuição e transporte, de forma a atender as necessidades dos clientes. Sempre com o objetivo de atender ao cliente.

Á medida que tais interações tornam-se mais abrangentes, restrições geográficas, legislações, dificuldades financeiras e culturais surgem. E aí pode estar o grande diferencial ou oportunidade das empresas hoje, onde cada uma dentro do seu segmento deve buscar inovar.

A tendência atual para as operações é caracterizada pelo surgimento de novas relações profissionais. As empresas estão se empenhando cada vez mais nestes tipos de relações, chamadas de “parcerias” ou “alianças”. Por exemplo, entendemos que uma das grandes dificuldades das empresas no segmento do comércio eletrônico, é justamente o estoque, onde gastam bilhões de dólares para ter uma gestão eficiente e ter produtos disponíveis aos clientes na hora e no prazo correto. No entanto o site MadeiraMadeira (vende móveis e material de construções) acaba de inovar no mercado de e-commerce, onde vai vender sem ter estoque. Ou seja, inovou com tecnologia e parcerias com fornecedores e, com isso, vem ganhando mercado.

Desta forma, concluímos que as empresas estão sendo desafiadas a buscar formas cada vez mais inovadoras para melhorar níveis de serviço ao cliente, aumentando a produtividade e qualidade, reduzindo custos para manter a competitividade no mercado.

Por Sandra Stein

Maiores informações sandraluisastein@hotmail.com.